Paróquia


 

 

 

 

Fundação: 14/12/1964


Rua Paraná, 1049 - Água Santa
20745-250 – Rio de Janeiro – RJ
|21| 2294.4588 || paroquia@santoantoniodeaguasanta.org.br
Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro
Vicariato Norte – 5ª forania

 

Pároco: Pe. Camilo de Albuquerque Silva

 

Funcionamento da Secretaria Paroquial:

Todos os dias da semana
Manhã: 07h às 11h
Tarde: 15h às 17h (exceto 3ª e 5ª feiras e domingo, à tarde, abre somente às 17h)

 

Horários das Santas Missas na Matriz:

Domingo: 7h - 9h - 18h
Segunda: 8h (Missa pelas Almas)
Sábado: 18h

1ª terça-feira do mês às 08h: Missa em Devoção a Santo Antônio com Benção dos Pães
1ª sexta-feira do mês às 08h: Missa em Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Capela: Nossa Senhora de Fátima
Rua Martins Júnior, 244 - Piedade
20740-540 - Rio de Janeiro - RJ
|21| 2269.3472

Horários da Santas Missa na Capela:

Domingo: 11h

 

Párocos:

- Pe. Montenegro: 1964 a 1975
- Pe. Moraes: 1975 a 1977
- Pe. Camilo: 1977 (atual)

 

Histórico da Paróquia:

Vigário paroquial no Grajaú, padre Camilo não queria ser pároco pretendia voltar às missões, onde já estivera por oito anos. Dom Eduardo Koaik lhe propôs assumir a Paróquia de Água Santa, porque outros dois padres não quiseram aceitar. Considerando sua experiência missionária, Dom Eduardo Koaik achou que ele poderia aceitar, que depois ele assumiria outra paróquia. Então Pe. Camilo de Albuquerque Silva foi nomeado Pároco de Santo Antônio de Água Santa, empossado em 01/10/1977.

Quando padre Camilo chegou no bairro de Água Santa em 1977 ele encontro um galpão que era a igreja, com uma área um pouco menor que a atual. As telhas eram de amianto, sem forro e com abertura no alto das paredes laterais. Ao fundo, havia uma parede de madeira envernizada com o Cristo artístico do padre Montenegro, a N.Srª Senhora em madeira e o Santo Antônio do padre Moraes. Os bancos são os mesmos que ainda é usado. Ao lado da igreja existia um cômodo de teto muito baixo onde era o salão paroquial, também tinha um banheiro interno e um depósito. Na residência paroquial existia uma pequena sala para a secretaria, dois cômodos, a cozinha e uma pequena área de terreno.

Em setembro de 1978 foram demolidos o “Salão Paroquial” e adjacências, para então iniciar a construção do prédio ao lado, com quatro salas para catequese no térreo e o salão em cima. Muitas campanhas, festinhas, rifas e doações mantiveram o ritmo das obras, que foi inaugurada em março de 1980. Em novembro de 1984 foi inaugurada a residência paroquial atual e nesse mesmo ano, no Natal, foi anunciada a despedida da velha igreja (galpão). Ela seria demolida para dar lugar a um novo templo. As obras duraram de janeiro de 1985 a junho de 1988. Depois de muito trabalho, o templo começou a ser utilizado.

Obras de Arte da Paróquia

Os vitrais, feitos em fibra de vidro, de coloridos permanentes, foram encomendados no Estado de São Paulo, para uma firma especializada.

As imagens de madeira: Santa Ceia, João Batista batizando Jesus, Maria mostrando Jesus menino, N.Srª de Fátima, 3 pastorinhos e o cordeiro, Via Sacra completa e o grande Crucifixo foram esculpidas por um escultor cearense, homem simples apelidado de Bibi.

O painel de azulejos, no frontispício do templo, foi fabricado e colocado por um senhor português amigo do Sr. Fernando Eugênio.

Colaboraram para essa pesquisa: Pe. Camilo, Priscila Pina e Guilherme Brandi (PasCom)